Eleição Câmara de Vitória 2020: Fatos e análises

abr 22, 2020 | Política

Continuando a análise da eleição para a Câmara Municipal de Vitória, vamos trazer fatos relevantes para a análise do cenário e possíveis conjecturas.

Camila Valadão (PSOL) foi a quinta candidata mais votada em 2016, com 3.727 votos. Não foi eleita porque seu partido não fez coligação e lançou apenas 2 candidatos, ela e Edmar Santos, que não obteve nenhum voto. Será que o PSOL se preparou melhor para essas eleições?

Rogerinho Pinheiro (PHS), 13º mais votado nas eleições de 2016 (2.961) é o atual presidente do IPEM-ES e não se desincompatibilizou do cargo a tempo de disputar as eleições de 2020.

Devanir Ferreira (PRB), o 14º candidato a vereador mais votado em 2016 e que estava atuando como secretário municipal em Viana, transferiu seu título para Cariacica e deve disputar vaga de vereador na município.

Capitão Assumção, quem diria, participou da eleição municipal de 2016 em Vitória. Na época, o candidato pelo Partido da Mulher Brasileira obteve 1.739 votos, sendo o 24º mais votado na cidade, o que não foi suficiente para garantir sua vaga.

Juarez Vieira (PSB), que foi bem votado em 2016, anunciou que encerrou seu ciclo eleitoral, mantendo suas atividades partidárias e continuando a assessorar o governador Renato Casagrande.

Alias, Juares está envolvido numa história curiosa, que culminou na posse do vereador José Adolfo Almeida Amaral (PHS), que foi as urnas como Amaral e obteve 601 votos, sendo apenas o 78º mais votado. O curioso caso aconteceu porque o vereador Nathan Medeiros (PSB) foi convidado a assumir a Central de Serviços da Prefeitura de Vitória, seu primeiro suplente seria Rogerinho Pinheiro (PHS), que preferiu assumir a presidência do Instituto de Pesos e Medidas do ES, o segundo suplente era Juarez Vieira, que anunciou que que já deu sua contribuição ao serviço público e que não tem mais pretensão de ser mais candidato. Assim, foi convocado seu 3º suplente Jaja da Feira (PHS), que recusou por um motivo nobre, seu filho possui uma bolsa de estudos para cursas medicina, que seria perdida caso assumisse a função de vereador com uma renda de R$ 8 mil reais por mês. Assim, a vaga ficou com José Adolfo Almeida Amaral (PHS) .

Na sexta-feira (24/04) falaremos sobre algumas chapas que já estão sendo divulgadas e seus possíveis resultados.

Matérias Relacionadas

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *